quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Moinho de água!


Vista lateral de um moinho de água, feito em pedras de granito, situado numa das pequenas ribeiras da freguesia de Beira Grande, concelho de Carrazeda de Ansiães. Desde que deixou de laborar nos anos 60, que se encontra ao completo abandono...



O moinho apenas funcionava durante o Inverno, quando o caudal da ribeira era mais abundante, chegando mesmo a secar durante o Verão.
A água era levada desde a ribeira por um canal e a sua entrada no moinho era feita na parte superior do mesmo, junto ao telhado, feito de telha portuguesa.



Aqui podem visualizar-se duas aberturas de escoamento de água, que se dirigia novamente para a ribeira.

9 comentários:

O Profeta disse...

Urge preservar estas memórias...

Doce beijo

KOSTAS disse...

Marvellous post with amazing photographs from ancient walls, with defensive strategy!

KOSTAS disse...

Marvellous post with amazing photographs from old watermill!

Vieira Calado disse...

São monumentos ao engenho humano
que deveriam ser preservados.

Bom fim de semana

aa disse...

É mesmo uma pena que estes moinhos não sejam recuperados e preservados, para que as memórias continuassem... E para que os mais novos pudessem ver, como é que noutros tempos, as pessoas conseguiam ter farinha todo o ano, para se alimentar...

Valentim Coelho disse...

Ola Alexandrina,
esse moinho ai é muito bonito e um tanto original pela sua construção.
Os moinhos de água de roda (mó)horizontal ou de rodízio abundam nos rios e ribeiras do país. Abandonados na década de setenta, devido á concorrência das fábricas de moagens, estão actualmente quase todos em estado avançado de degradação e a precisar de obras de recuperação. Constituindo um importante património cultural, é importante pensar na recuperação destes moinhos de modo a lhes dar uma imagem renovada e mais atractiva, potenciando a vertente turística das freguesias.
um beijo
boa semana

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá amiga, belas fotografias de património que não preservado...
Beijos

Helena Paixão disse...

Pena estar votado ao abandono. Porque será que ninguém se lembra de fazer o mesmo que com os moinhos de vento? Muitos deles são restaurados e o seu interior adaptado para habitação.

Pelo menos temos estes teus excelentes registos para a posteridade.

Bjinhos :-)

aa disse...

Olá Helena, é uma ideia bastante original recuperar os moinhos de vento para habitação.
Beijos,

AA