sexta-feira, 18 de setembro de 2009

"Nem tudo é fácil"


"É difícil fazer alguém feliz, assim como é fácil fazer triste.
É difícil dizer eu te amo, assim como é fácil não dizer nada
É difícil valorizar um amor, assim como é fácil perdê-lo para sempre.
É difícil agradecer pelo dia de hoje, assim como é fácil viver mais um dia.
É difícil enxergar o que a vida traz de bom, assim como é fácil fechar os olhos e atravessar a rua.
É difícil se convencer de que se é feliz, assim como é fácil achar que sempre falta algo.
É difícil fazer alguém sorrir, assim como é fácil fazer chorar.
É difícil colocar-se no lugar de alguém, assim como é fácil olhar para o próprio umbigo.

Se você errou, peça desculpas... É difícil pedir perdão?
Mas quem disse que é fácil ser perdoado?
Se alguém errou com você, perdoa-o... É difícil perdoar?
Mas quem disse que é fácil se arrepender?
Se você sente algo, diga... É difícil se abrir?
Mas quem disse que é fácil encontrar alguém que queira escutar?
Se alguém reclama de você, ouça... É difícil ouvir certas coisas?
Mas quem disse que é fácil ouvir você?
Se alguém te ama, ame-o...
É difícil entregar-se? Mas quem disse que é fácil ser feliz?

Nem tudo é fácil na vida...

Mas, com certeza, nada é impossível
Precisamos acreditar, ter fé e lutar para que não apenas sonhemos,
Mas também tornemos todos esses desejos, realidade!!!"

(Cecília Meireles)



Fotografia tirada na cidade do Luxemburgo

8 comentários:

José Filipe disse...

Olá Alexandrina.
Espero que esteja tudo bem consigo e com todos os seus, gostei de ler estas palavras, é um texto que nos faz reflectir um pouco, em nós e nos outros, são realmente bonitas palavras, que acompanhou com uma bonita fotografia.
Despeço-me com amizade, até breve.
Tudo de bom, com os meus cumprimentos.
Um abraço.

José Filipe 18-09-2009

Transmontana disse...

Caríssima Alexandrina:
O seu blog é uma fonte de sabedoria e ensinamentos para todos os que o visitam!
Gostei muito do texto de hoje e da fotografia, também!
Parabéns...e continue!
Um abraço
Anita

Andréa Amaral disse...

Alex, estou com saudades de vc. Fico orgulhosa de vc ter postado um texto tão lindo de uma autora tão sensível quanto Cecília. Uma das maiores poetisas brasileiras. E o que dizer de sua foto? Se u blog aconchega meu coração e é um colírio para os olhos. Beijinhos.

Valentim Coelho disse...

Olá Alexandrina,
só nós podemos tornar as coisas difíceis, fáceis.
Bom fim de semana.
Beijinhos

aa disse...

Olá José Filipe,
ainda bem que este poema de Cecília Meireles lhe agradou... são sem dúvida palavras que nos fazem reflectir...
Bom fim de semana para si e para os seus...
Cmc's


Olá Anita,
muito obrigada pelas suas palavras tão incentivadoras... É sempre um enorme prazer recebê-la por aqui...
Bom fim de semana.
Abraço.


Olá Andrea,
e é mesmo de ter orgulho em ter uma poetisa como Cecília Meireles... pois, suas palavras são sábias...
E que bom é saber que as minhas fotos se tornam um colírio para os teus olhos:)
Beijinhos,


Olá Valentim,
tens toda a razão... mas, nem sempre é fácil:) e como diz Cecília Meireles, 'nada é impossível'...
Bom fim de semana para ti.
Beijinhos,

AA

Anónimo disse...

Poema lindo e verdadeiro... Não fosse o ser humano tão complicado e a vida seria tão mais fácil... Porque temos este condão de tornar tudo dificil? Porque será que não conseguimos ser felizes... Se somos felizes hoje, porque temos que nos martirizar a pensar se seremos felizes no dia seguinte? Carpe Diem... Se alguém nos pede perdão, porque não o concedemos? eu sei que é dificil perdoar, mas é tão mais dificil reconhecer que errámos e pedir desculpa... Se hoje somos nos os "juizes", amanhã poderemos ser nós os "reús"... Quando se pede perdão, acima de tudo, é porque essa pessoa que você magoou é importante. Já errei muitas vezes, já pedi muitas vezes desculpa. De todas as vezes me senti envergonhada por ter errado. Prefiro perdoar. Somos humanos, não somos perfeitos. Há que respeitar os defeitos de cada um... Há que valorizar as virtudes. Tento melhorar a cada dia que passa, tento aprender com os meus erros. Tento ser feliz com o que tenho, com o que eu busco na vida. E sou feliz, á minha maneira... Com o que de melhor tenho na vida, familia e amigos. Desculpa amiga... Errei contigo. Continuo a acreditar, porque EU ACREDITO... que a amizade verdadeira é DIFICIL de desmoronar... Eu.

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Alexandrina, bela fotografia...belo poema...Espectacular....
Beijos

aa disse...

Minha amiga 'Eu' deixaste-me sem palavras... tanto que, só hoje te venho responder... mas, tu sabes bem, o valor que a tua amizade tem para mim... e que não havia necessidade desse teu pedido de perdão...:)
Só te quero dizer... VIVE A VIDA!
Beijos,

AA