sábado, 27 de junho de 2009

"Arriscar é viver"


"Rir é arriscar-se a parecer louco.
Chorar é arriscar-se a parecer sentimental.
Estender a mão é arriscar-se a se envolver.
Expor seus sentimentos é arriscar-se a expor o seu eu verdadeiro.
Expor suas ideias e sonhos em público é arriscar-se a perder.
Viver é arriscar-se a morrer.
Ter esperança é arriscar-se a sofrer decepção.
Tentar é arriscar-se a falhar.

Mas
é preciso correr riscos.
Porque o maior azar da vida é não arriscar nada...
Pessoas que não arriscam, que nada fazem, nada são.

Podem estar evitando o sofrimento e a tristeza.
Mas assim não podem aprender, sentir, crescer, mudar, amar, viver...
Acorrentadas às suas atitudes, são escravas, abrem mão da sua liberdade.
Só a pessoa que arrisca é livre...

Arriscar-se é perder o pé por algum tempo.
Não se arriscar é perder a vida..."


Sören Kierkegaard (1813-1855) - Filósofo dinamarquês

4 comentários:

Transmontana disse...

A vida é feita de riscos. É costume dizer-se que "quem não arrisca, não petisca".
Belo poema, cheio de sabedoria!!!
Bom fim de semana.
Anita

Fernando Rodrigues disse...

Que maravilha, ficou muito gira, parabéns!cansuat

Susana disse...

Boa tarde, em nome da organização de blogagem colectiva Aldeia da Minha Vida, quero agradecer a sua participação, na qualidade de leitor(a) e eleitor(a) pelo seu contributo para o sucesso da mesma.
Dia 30 de Junho serão publicados os resultados.
Susana Falhas
www.aldeiadaminhavida.blogspot.com

Valentim Coelho disse...

Olá Alexandrina,
bonito poema, ... de facto é preciso arriscar!
Beijos