sábado, 14 de março de 2009

No interior das muralhas...

...do Castelo de Bragança...

Torre de Menagem do Castelo de Bragança, onde se podem visualizar as janelas em estilo gótico.

A primeira fortificação do Castelo de Bragança terá começado no reinado de D. Afonso Henriques (1112 – 1185), quando a região pertencia a seu cunhado, Fernão Mendes, tendo sido melhorada no reinado de D. Sancho I (1185 – 1211), tendo este concedido foral à povoação em 1187.

Torre da Princesa

Pelo lado norte da cerca exterior, junto a um dos cubelos, encontra-se a Torre da Princesa, antigo Paço do Alcaide. Edifício de características residenciais (torre-alcáçova), a sua existência é cercada de histórias, uma das mais populares a Lenda da princesa moura.

Diz a lenda, que quando Bragança ainda se chamava, Benquerença, ali vivia com o seu tio, uma bela princesa. Pretendida por um nobre cavaleiro, mas pobre, este viu-se na necessidade de partir em busca de fortuna, prometendo-lhe a princesa esperar pelo seu regresso, para pedir a sua mão a seu tio.
Durante vários anos a princesa recusou todos os seus pretendentes, até que o seu tio a prometeu a um amigo, tentando forçá-la ao compromisso, mas a princesa confessou que o seu coração pertencia a outro homem, cujo regresso aguardava. O tio decidiu usar um estratagema, e uma noite, disfarçado de fantasma, penetrou por uma das portas nos aposentos da princesa, simulando ser o fantasma do jovem, disse-lhe, que se não aceitasse casar-se com o novo pretendente, seria uma alma condenada, mas apesar de ser noite, um raio de sol entrou pela segunda porta e desmascarou o tio. As portas passaram a ser conhecidas como Porta da Traição e Porta do Sol.

Igreja de Santa Maria ou de Nossa Senhora do Sardão.


Pormenor da fachada da Igreja de Santa Maria, que se encontra junto à Domus Municipalis.

A Domus Municipalis de Bragança é o ex-libris da cidade. Trata-se de um edifício único na Península Ibérica dentro da arquitectura civil românica, englobando uma dupla funcionalidade: cisterna (servia de armazenamento de águas pluviais) e sala de reuniões do conselho municipal.


O Pelourinho, data do séc. XIII e encontra-se assente sobre uma figura zoomórfica, um “berrão” (popularmente conhecido por "porca da vila"), certamente, bem mais antiga que o pelourinho e ‘estranha’ às funções deste.

Fontes:

14 comentários:

Valentim Coelho disse...

Olá Alexandrina,
mas que coincidência!! :))) De facto esta postagem foi um pouco espontânea, pois tive a visita da minha familia e andamos a passear um pouco.
Então andas-te a passear por Bragança!! :))))Felizmente que tives-te bom tempo.
Gostei das tuas fotos. Achei interessante a prespectiva com que elas foram tiradas. Já demonstras um "olhar atento e não tão solto" na escolha do melhor ângulo. :))). Algumas delas ficaram mesmo bem. Gostei.
Beijinhos e boa semana.

aa disse...

A vida é cheia de coincidências...:)) e esta foi mais uma...:))) Quase ao mesmo tempo, fizemos postagens sobre Bragança... Obrigada pelo teu comentário e por achares que estou a melhorar... tento esforçar-me por isso...:))) mas, ao contrário das tuas fotos que têm um céu bastante azul, eu não tive tanta sorte, pois ontem, o céu estava com algumas nuvens... tornando o céu um pouco branco...
Beijos e boa semana também para ti...

AA

Paulo disse...

Bela reportagem amiga,

Olha que o ceu nem está assim muito mau, nada como dar um retoque no balanço de brancos para tentar ajustar um pouco esses contrastes. fica a dica :)

Mais uma vez parabens pelas fotos e reportagem.

aa disse...

Olá Paulo!
Obrigado pelo comentário e pela dica... Vou tentar seguir o teu conselho...
Boa semana!

euroluso disse...

Boa tarde,
O que me trouxe aqui não é a postagem sobre Bragança, que está muito bem conseguida, mas o facto de ter recebido dois prémios que atestam a qualidade patente no seu blogue.
Parabéns e votos de continuação de bom trabalho.
ap

Esta postagem sobre Bragança, como aliás, as anteriores, é muito boo.
Todavia

lobices disse...

...só fui 2 vezes a Bragança: uma em Fevereiro e outra em Agosto, aí por volta do fim dos anos 70s
...gostei e estas fotografias fizeram-me recordar essas visitas
...frio de rachar no Inverno e calor insuportável no Verão
...um abraço

aa disse...

Olá "Euroluso", boa tarde!
Aguardo a continuação do seu comentário...:)
Todavia...


Olá "Lobices",
bem vindo ao blog "olhares soltos..."
Bragança ainda 'continua' assim...:) muito frio de Inverno e bastante calor de Verão...
Já está na altura de uma nova visitinha a Bragança... vai ver que vale a pena e que felizmente, muita coisa mudou desde a altura em que esteve lá... não a nível climatérico, mas a nível de infraestruturas e o desenvolvimento e crescimento da cidade em si...

Cumprimentos,
AA

Nuno de Sousa disse...

Belíssimas fotos, bons enquadramentos e cores, qualidade por aqui...
O texto está mto bem escrito e mto bem desenvolvido.
Parabéns pelo que vai fazendo por aqui.
Adoro Bragança e este ano espero estar por ai em Junho em passeio mais a minha esposa Helena Paixão e espero visitar a minha mana Sandra Rocha :-)
Bjs e continuação de bons post
Nuno de Sousa

aa disse...

Olá Nuno Sousa, boa tarde!
Muito bem vindo aos "olhares soltos..." e muito obrigado pelo comentário...
Espero que a visita prevista a Bragança em Junho se realize e que seja muito proveitosa... Acho que é essa será uma excelente altura para o fazer...
Beijos,

AA

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Alexandrina, belas fotografias de belo património...Espectacular....
Beijos

aa disse...

Olá Fernando,
é um património que deve continuar a ser bem preservado... uma vez que é um dos castelos que se encontra em melhor estado de conservação do país...
Beijos,

AA

Sandra Rocha disse...

Já falam aqui na minha pessoa e tudo :D

Quero dar-te os parabéns pelas perspectivas diferentes do catelo, adorei mesmo, tens uqe descer um pouco mais e visitar Alfândega da Fé para tirarmos umas fotos juntas :)
Beijokas grandes.

aa disse...

Olá Sandra,
é verdade... já muito famosa por aqui...:) mas ainda não percebi foi essa da mana do Nuno Sousa, mas deduzo que seja mais de laços de afecto não?!
Aí está uma excelente idéia...! um dia destes marcamos um dia para fotos por Alfândega e já agora, também pelo belo Douro...:)
Beijinhos

Sandra Rocha disse...

A "irmandade" :) entre mim e o Nuno é de afecto sim, somos bons amigos, e tratamo-nos por manos :)
Fica combinado :)