terça-feira, 12 de julho de 2011

"Dissonância"

"É o mesmo rio a cantar contente,
E o mesmo ócio vegetal a ouvi-lo.
É o mesmo céu tranquilo
A reflectir-se na sua pureza.
E sou eu, na incerteza
Destes dias traídos,
A caminhar ao lado,
Desatento, alheado,
Sem ócio, sem pureza e sem ouvidos."

(Miguel Torga, in Poesia Completa, Volume II)

21 comentários:

Sweet disse...

Linda imagem Alexandrina. Adoro os tons dos reflexos! :)

Anónimo disse...

Gostei do poema :)

É para as cegonhas que estão no ninho

FSA

Tânia disse...

Gostei! onde é?

Alexandrina Areias disse...

Olá Tânia:)
É em Gimonde uma aldeia de Bragança... vale a pena a visita, para além de se comer lá uma Posta à Mirandesa excelente...:-)

Helder Ferreira disse...

Há uma parte do rio com uma faixa de reflexos que ficou fantástico. :) Gosto tb dos tons das árvores. :)

Hugo de Macedo disse...

...mas que imagem, Alex! Fabulosa!

E muito bem enriquecida com um poema de um dos meus autores preferidos.

ZEKARLOS disse...

Gosto muito deste recanto, tem muita paz ali dentro.

Remus disse...

O pormenor do ninho de cegonhas(?).
A beleza da vegetação.
O encanto do rio.
O que é que podemos pedir mais?
Parabéns!

Alexandrina Areias disse...

Olá Remus:) É um ninho de cegonhas sim...
Obrigado pelo comentário:)

existe um olhar disse...

Eu que tenho um convite para ir a Bragança, depois de ver a beleza desta foto que tu tão bem soubeste captar, fiquei ainda mais ansiosa por conhecer...sem esquecer a bela posta mirandesa, claro:))))

al disse...

Muito daquilo que vemos é diferente de dia para dia. Depende de como nos sentimos.
Beijos

Viagens a Dois disse...

Caso para dizer: "A Natureza é bela!"
Obrigado pela partilha desta magnífica fotografia :)

Transmontana disse...

Olá, AA!
Tenho andado um pouco arredia dos blogues porque quis aprender uma coisa nova( manias de velha!), mas, hoje, foi a primeira visita a fazer...
Lindo o poema e linda a imagem que o ilustra, aliás, como é normal, sendo captada pela sua máquina!!!
Parabéns e, até breve, se Deus quiser!

Um bom domingo!

Beijinhos
Anita

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Alexandrina, gostei da bela fotografia e do poema...Espectacular....
Cumprimentos

ruimnm disse...

tranquilidade e pureza, sim! é o que se sente nesta imagem.

parabéns.

Armindo C. Alves disse...

Bonita imagem. Beleza tranquila,luz e cor, que a natureza transmite.

Uma semana feliz e bela. Em consonância com a sua imagem.

Beijos.

Beatriz disse...

!Que agua tan nítida!
Linda imagen!

Un saludo

Anónimo disse...

Sempre Linda!
S. Manuel

Tânia disse...

Não conhecia, mas fiquei curiosa! :D

Anónimo disse...

‎"(...)Às vezes eu não sonho, com medo de acordar, às vezes eu não canto com medo de me ouvir(...)"
S. Manuel

Valentim Coelho disse...

Olá Alexandrina.
que bonita fotografia tão bem acompanhada aqui tens!!

Beijinhos